Eduardo Veiga - Só o turbo roubou a vitória

Uma presença bem notada, no Rali de Portugal - Promoção, foi a da dupla Eduardo Veiga/Justino Reis. Estavam nesta prova, organizada pelo ACP juntamente com o Rali pontuável para o mundial da modalidade, com o intuito de se classificarem nos lugares da frente. O carro, era um Mitsubishi Lancer, pois os troços deste Rali eram em pisos de terra.


Na primeira Provas Especial, a vitória foi da dupla Eduardo Veiga/Justino Reis. Um andamento rápido, levou a que toda a concorrência fosse batida, no troço de Silves. Seguiu-se Ourique e Eduardo Veiga voltou a ser o mais rápido, consolidando a liderança. Após esta P. E. era já de mais de 20 segundos, a diferença sobre os segundos classificados.
Faltava uma classificativa e tudo indicava que a vitória não fugiria. Mas os Ralis têm imprevistos. Em Almodôvar,  a derradeira P. E., o motor do Lancer perde potência, com problemas de turbo.
Veiga/Reis, perdem a larga vantagem que tinham e ainda mais 8 segundos. Passam para o segundo lugar, com mais de 30 segundos sobre os terceiros classificados, mas a vitória foi-lhe "roubada", pelo turbo do Mitsubishi.
O segundo lugar, e vitória no Grupo X, soube a pouco, face à hegemonia que Eduardo Veiga e Justino Reis exerceram, até ao momento da referida avaria mecânica.
"Estava tudo a correr bem. Conseguimos impor um bom andamento e a vitória, em condições normais, não nos fugiria. Foi pena o que aconteceu. O motor do carro começou a perder rendimento e chegámos a recear não terminar a classificativa. Mais tarde, viemos  a saber que tinha sido um problema com o turbo", confessou Eduardo Veiga, depois de terminado o Rali.
A próxima prova, é o Rali de Alfena, pontuável para o Campeonato do Norte. Nele, Eduardo Veiga regressa ao volante do Ford Escort.