Disputado à chuva

Baltar foi o circuito que recebeu a segunda jornada dos “nacionais” de Ralicross, o Ralicross Paredes/Rota dos Móveis. Uma prova que, no Domingo, foi disputada à chuva, o que tornou o piso muito escorregadio, dificultando a “vida” dos pilotos. Além do Ralicross, houve igualmente uma jornada do Campeonato de Portugal de Crosscar.

Ler mais...

Joaquim Pacheco

Chama-se Joaquim Pacheco e é um nome já bem conhecido do desporto automóvel nacional. Andou por outras modalidades, como a Velocidade, mas um dia optou pelo Ralicross. Sempre presente, nas últimas temporadas, o piloto do Vale do Sousa, tem já um palmarés invejável, onde se podem contar várias vitórias.
Profissionalmente está dedicado ao ramo automóvel, pois é o dono da Uniturbo, empresa bem conhecida.
Alinha com um Citroën Saxo no Campeonato de Portugal de Ralicross. este ano, conta já com um excelente resultado, em início de temporada. Foi o português que melhor se classificou na jornada do Campeonato da Europa de Ralicross. Um sétimo lugar à geral, segunda na Final B, falam por si, da rapidez do piloto do Vale do Sousa.

Lousada deu pontapé de saída

Foi no passado fim-de-semana que se iniciaram no Eurocircuito de Lousada, os “nacionais” de Ralicross. Uma prova que igualmente serviu de estreia aos novos regulamentos, que a FPAK impôs esta temporada.

Ler mais...